Investigação

ISEP elabora estudo técnico para empresa do setor eólico no Brasil
28-09-2016
casadosventos.jpg

O ISEP desenvolveu, recentemente, um projeto para analisar o comportamento dinâmico de estruturas metálicas de elevada altura sob ação do vento no Nordeste brasileiro. O estudo, que visou a empresa Casa dos Ventos, revelou-se um sucesso, deixando antever um papel fundamental do ISEP na melhoria técnica e comercialização das torres metálicas de prospeção eólica.

O docente Diogo Ribeiro, do Departamento de Engenharia Civil do ISEP, assumiu a liderança do projeto, que integrou ainda um bolseiro de investigação (DEC-ISEP) e dois colaboradores externos, especialistas na análise da ação do vento e de fadiga de estruturas metálicas, Bruno Costa e Fernando Marques, respetivamente. O principal objetivo da equipa assentou na análise à fadiga da estrutura das estações anemométricas pertencentes à empresa Casa dos Ventos – de cariz provisório e utilizadas para a instalação de equipamentos de medição da velocidade e direção do vento, denominados anemómetros.

“Cada estação anemométrica consiste numa torre metálica com uma altura de 120 metros, a qual é formada por 20 módulos interligados entre si e espiada ao terreno através de um conjunto de cabos. Graças às informações recolhidas sobre a medição da velocidade e direção do vento é possível caraterizar o regime de ventos, e deste modo dar suporte à tomada de decisão ao nível da localização dos futuros parques eólicos”, explica o Professor Diogo Ribeiro, contextualizando melhor o projeto.

A equipa debruçou-se, sobretudo, em tarefas de simulação computacional avançadas, tendo por base informações fornecidas pela Casa dos Ventos. Após meses de trabalho, a equipa do ISEP realizou um levantamento das zonas criticas da estrutura das torres existentes, na perspetiva do fenómeno de fadiga, identificando as eventuais debilidades e perspetivando futuras intervenções em alguns dos detalhes construtivos que ficarão a cargo da empresa.

“Para os detalhes construtivos críticos foram recomendadas medidas mitigadoras que passaram pela substituição periódica de ligações, pela conceção de ligações mais eficientes na perspetiva de fadiga, o estabelecimento de intervalos de tempo ótimos para as campanhas de inspeção periódicas, entre outras”, acrescenta o docente do ISEP.

Segundo Diogo Ribeiro, os resultados alcançados irão ser preponderantes para a “potencial comercialização das torres a novos clientes, principalmente, grandes empresas multinacionais no setor da energia onde está incluída a EDP”. A conclusão do projeto motivou um feedback positivo por parte da empresa brasileira, ficando em aberto, num futuro próximo, a possibilidade de novas colaborações técnicas.

Esta tipologia de estudos dinâmicos vai de encontro a uma das áreas de competências que o DEC-ISEP tem vindo a consolidar e promover ao longo dos últimos anos. Convém salientar, dentro desta temática, outros trabalhos em curso ou já realizados, nomeadamente: o caso da parceria com a Universidade da Califórnia San Diego (UCSD), no âmbito da investigação em pontes ferroviárias na linha de alta velocidade Los Angeles – San Francisco; a parceria com a Porto Estádio para o estudo dinâmico dos degraus de bancada do Estádio do Dragão e a parceria com a Portugal Telecom (para o estudo do comportamento dinâmico da torre de telecomunicações do Monte da Virgem, em Vila Nova de Gaia, sob ação do vento).

A Casa dos Ventos é uma das pioneiras e principais investidoras no mercado de energia eólica do Brasil. Esta empresa desenvolve diversos empreendimentos eólicos no Nordeste brasileiro desde 2006 e, atualmente, assume-se como uma referência no setor da produção de energia elétrica a partir de recursos eólicos.