Outro

Rui Moreira debate Cidades e Redes Inteligentes no ISEP
10-05-2016
rui_moreira.jpg

O Presidente da Câmara Municipal do Porto, Rui Moreira, vai marcar presença na sessão de abertura da 5.ª conferência do ciclo “Engenharia em Movimento”. Subordinada ao tema “Smart Cities e Smart Grids”, a iniciativa está agendada para o dia 17 de maio, pelas 17 horas, no Auditório Magno do Instituto Superior de Engenharia do Porto (ISEP).

Na qualidade de responsável pela autarquia, a inclusão de Rui Moreira neste evento reveste-se de especial importância, sobretudo tendo em conta a aposta feita no âmbito da área em debate. Desde 2015, o Porto passou a integrar o “GrowSmarter”, um projeto europeu de elevada dimensão e com objetivos ambiciosos no que respeita ao tema das Cidades e Redes Inteligentes, que pretende implementar 12 soluções a este nível.

Neste contexto, a Invicta passou a ser uma de cinco cidades europeias, nomeadamente Cork (Irlanda), Graz (Áustria), Malta e Suceava (Roménia), a trabalhar em estreita ligação com as chamadas “cidades farol” – Estocolmo (Suécia), Colónia (Alemanha) e Barcelona (Espanha). A ideia é desenvolver um modelo de organização de meios urbanos do futuro, baseando-se em pilares de referência, como por exemplo, a melhoria da qualidade de vida dos cidadãos europeus, a redução do impacto ambiental e o crescimento económico sustentável.

Algumas estimativas apontam para que, em 2050, existam mais de seis milhões pessoas a viver em zonas urbanas. Esta tendência exige, de facto, uma reflexão preponderada e conclusiva, de modo a evitar a deterioração das condições, seja na sobrelotação dos espaços, ou na incapacidade de resposta dos sistemas de transporte, entre outros aspetos.

Com o “GrowSmarter” perspetiva-se o desenvolvimento de soluções inteligentes e diversos benefícios como: criação de cerca 1500 postos de trabalho em todo o continente europeu; diminuição de emissão de gases poluentes (em 60 por cento); redução do consumo de energia (em 60 por cento); maior eficiência de custos através do decréscimo do capital social. Liderado por uma equipa de parceiros europeus, incluindo ICLEI – Local Governments for Sustainability, este consórcio dispõe de um orçamento de 25 milhões de euros, no âmbito do programa da Comissão Europeia Horizonte 2020.

Nota ainda para o facto de o Porto ter sido considerado, no ano passado, como o líder do ranking nacional de municípios inteligentes, de acordo com o Portuguese Smart Cities Index 2015. Estes dados mostram que a Invicta está na linha da frente das Cidades e Redes Inteligentes, objetivando estar a par do que é feito além-fronteiras para aplicar as suas mais-valias em prol da própria cidade. De facto, o tema em cima da mesa não poderia ser mais atual, exigindo a cooperação de vários intervenientes, desde cientistas e engenheiros, passando por artistas e profissionais da comunicação.

Smart Cities e Smart Grids” é, assim, mais uma iniciativa adjacente ao ciclo de conferências “Engenharia em Movimento”, que pretende ser um espaço de análise de temas importantes para o País, com especial enfoque na área da engenharia. O ISEP, enquanto instituição de tradição na região Norte, ambiciona criar com frequência um roteiro que vise o desenvolvimento e a busca de soluções para alguns problemas.

Inscrições

Veja a gravação!