Estudar

CONSEGUES IMAGINAR UM MUNDO SEM ENGENHARIA?
18-09-2014
IMAGEM_SITE_CENTRAL.png

Com 9022 vagas, a engenharia foi a área com maior oferta de vagas na 1ª fase do Concurso Nacional de Acesso ao Ensino Superior 2014. Foi também a terceira área com maior procura como primeira opção (5503 candidatos como primeira opção), mas apenas preencheu 59% das vagas disponíveis.

Reagindo aos resultados, a Ordem dos Engenheiros alertou para a importância da engenharia nas estratégias de desenvolvimento e competitividade nacional e apelou a uma maior atenção dos candidatos à «probabilidade real da sua empregabilidade e da sua segurança em termos de futuro». Conforme já referira o ministro da Educação e Ciência, Portugal «precisa urgentemente de engenheiros».

«A engenharia sustenta o progresso humano». Presente no desenvolvimento de soluções para a saúde, energia, ambiente, mobilidade, património, turismo, novas formas de comunicação e sociabilização, entretenimento, produção industrial e exportações, a engenharia desvenda uma preocupação em melhorar a vida das pessoas e várias oportunidades de carreira.

A engenharia é igualmente uma das áreas com maior oferta de emprego no mercado nacional e internacional, destacando-se as oportunidades para engenheiros mecânicos, eletrotécnicos, químicos, civis e especializados em energias renováveis ou no setor petrolífero.

Olhando ao futuro, o Guardian expressa a importância de mais mulheres na engenharia; enquanto o sítio “Engineering Challenges” prescreve a necessidade de uma maior atenção por parte dos professores de engenharia «às paixões, curiosidade, envolvimento e sonhos dos estudantes». Projetando quais serão as 41 profissões mais promissoras em 2030, a “Inspired Minds” apresenta um quadro com bastante engenharia.

Importa por isso perguntar: consegues imaginar um mundo sem engenharia?

Diz-nos a tua opinião em: www.facebook.com/engenhariaISEP.